Células

24/07/2018 - Daniel e os três jovens na corte de Nabucodonosor

ESTUDO DA CÉLULA

       

 

Daniel e os três jovens na corte de Nabucodonosor

 

Pr. José Gino Borges

 

 

24 de Julho de 2018.

 

  RESUMO DA MENSAGEM

      Texto: Daniel 1: 1 a 21 - O capítulo 1 de Daniel é um dos textos mais importantes da Bíblia, pois nos ensina sobre a fidelidade de Daniel, apesar de estar cercado de um ambiente e circunstâncias de infidelidade. Daniel era um jovem fiel a Deus, apesar de um passado de dor. Muitas pessoas são fiéis quando o clima está bom, o ambiente é favorável, não há problemas, há saúde, há dinheiro, há amigos, então se vive um clima de fidelidade. Agora, como ser fiel quando há problemas, quando há lutas, há diversidades, há doença, quando o problema chega na família, há crise financeira, há perseguição, como manter a fidelidade num ambiente hostil?

      1º Lugar : No meio de uma geração que se corrompia, Daniel não se corrompia; ele possuía valores absolutos. A geração de Daniel estava se corrompendo - os reis, os sacerdotes e o povo -, quando o Senhor levantou o profeta Jeremias. A bíblia diz que quando a palavra de Deus foi lida diante do Rei Jeoaquim, ele rasgou a carta, picou o livro, jogou na fogueira e mandou prender o profeta. Daniel era adolescente e se manteve firme e fiel, quando sua nação se afastava de Deus. Daniel via a sua geração pagando um alto preço pelo pecado, pois é na sua geração que a Babilônia invade Jerusalém e leva os vasos do templo, leva os filhos, mais tarde cerca novamente a cidade, em 586 A.C., e destrói a cidade, quebra os muros, põe fogo no templo, mata à espada os homens, mulheres,  crianças e pisoteia as pessoas.

      Este foi o contexto da vida de Daniel, mas a palavra fala que neste momento de tantas tribulações, ele anda com Deus. No meio de uma tragédia terrível, ele não deixa o seu coração abalar. Muitas vezes as situações difíceis chegam para nós e aí, algumas pessoas caem e nunca mais se levantam. Observamos que Daniel perdeu a sua nacionalidade, a sua bandeira, a sua pátria, foi arrancado do seu país.

      2º Lugar: Daniel perdeu a sua família, seus pais, seus irmãos, amigos, vizinhos, ele foi violentado na questão dos seus direitos de cidadania.

      3º Lugar: Daniel perdeu sua liberdade, ele saiu de casa, não era mais dono da sua vida, da sua agenda, da sua liberdade; sua cidade estava cercada pela fome, mães vendo filhos morrerem de fome. Assim Daniel foi levado para uma terra estrangeira, arrancado do seu país. Perde a sua religião, na qual tinha sido criado, não tem mais os cantos de Sião, como os outros que foram levados para Babilônia. Salmo 137 (Ler).

      Você tem duas opções, diante da amargura da vida: 1 – Você se engole e adoece, fecha o coração para o perdão e começa a almejar a destruição daqueles que te perseguiram. 2 –  Ou você pode ter a opção de Daniel, de ir onde você não quer ir,  de estar onde você não quer estar, aí você pode escolher ser uma bênção neste lugar, fazendo a diferença, começando a influenciar o meio onde você vive. Daniel não deixou que o seu passado de dor destruísse o seu futuro brilhante. Tem gente que é prisioneiro de um passado de dor, não se liberta das amarras de ontem, não consegue viver bem o hoje, matando a perspectiva do amanhã. Daniel é um modelo para nós, apesar de ter vivido um passado de dor. Mesmo o rei tendo determinado a sua comida, ele assentou no seu coração não se contaminar com as iguarias do rei, nem com vinho que ele bebia, passando a comer somente legumes. Ele entendeu que as comidas do rei eram sacrificadas aos ídolos e o diabo estava por trás delas. Assim, ele convenceu as Aspenaz, chefe dos eunucos, e ficou livre da manifestação dos demônios.

 

COLOQUE EM DISCUSSÃO

      1- O que a história de Daniel falou ao seu coração? (Respostas variadas)

 

      2- Baseado na história de Daniel, qual as duas opções você tem, diante das amarguras da vida?

  • 1ª opção. Você se engole e adoece, fecha o seu coração para o perdão e começa a almejar a destruição daqueles que te perseguiram.
  • 2ª opção. Você pode ser como Daniel, adotando a opção de ir onde não quer ir, de estar onde não quer estar, e aí você pode escolher ser uma bênção neste lugar, fazendo a diferença, começando a influenciar no meio em que você vive, não deixando que o seu passado venha destruir o seu futuro.

 

       3- Por que Daniel não quis comer a comida do rei e nem o vinho que ele bebia?

           Resposta: Porque a comida era igual à das  festas juninas, sacrificada a ídolos,  e os demônios estão por trás  dela.

 

        4- O que mais o  testemunho de Daniel falou ao seu coração? (Respostas variadas).

 

 

CONCLUSÃO

      Daniel foi escolhido para estudar na Universidade da Babilônia. Nabucodonosor era um estadista e estrategista. O vestibular tinha três provas orais: 1- Qualidade Social - tinha de ser da linhagem real, e dos nobres. 2- Qualidades Físicas e Morais - jovens que não tinham nenhum defeito e de boa aparência. 3- Qualidades Intelectuais - tinha de ter sabedoria, doutos em Ciência, versados no conhecimento, e competência para assistirem no Palácio Real. Aprovados no vestibular tinham permissão para transitar no Palácio. O curso da Universidade da Babilônia era intensivo, depois de três anos, o emprego estava garantido no primeiro escalão. Daniel foi corajoso em desafiar o rei do planeta e convencer a Aspenaz. Se você não é capaz de morrer pela sua fé, você não pode viver pela fé. Se você não é capaz de sofrer riscos pelo o seu Deus, então a sua fé não é autêntica. Vale a pena honra a Deus. Quando você honra a Deus, ele honra você. Daniel é um exemplo a ser seguido. Recebeu de Deus o título de “Daniel, servo muito amado.”