Células

28/08/2018 - O Banquete de Belsazar

ESTUDO DA CÉLULA

        

 

 O Banquete de Belsazar

 

Pr. José Gino Borges

 

 

28 de agosto de 2018.

 

  RESUMO DA MENSAGEM

 

Texto: Daniel 5:1 a 31. Não há um caminho especial que leva um homem ao inferno, basta você permanecer no seu próprio caminho. E foi assim que aconteceu com Belsazar. Nabucodonosor precisou ficar louco para se converter. A maneira que Deus age com uma pessoa nem sempre é a maneira como Deus age com outra pessoa. Depois que Deus trouxe a sentença a Nabucodonosor, Deus ainda lhe deu doze meses para que ele se arrependesse. Porque não se humilhou, Deus o destituiu do trono, mudou-lhe o coração e colocou nele uma doença estranha, ao ponto de sentir-se um animal e receber no seu corpo características de animal, saindo do trono ir para o meio do pasto comer capim com os animais.

Depois de sete tempos de humilhação, quando se completa este tempo na sua vida, ele se humilha, ele se quebranta e volta para Deus. E aí ele passa por uma experiência tremenda de conversão. Belsazar acompanhou tudo isto, viu esta experiência, mas não se humilhou. Fechou os seus olhos para toda evidência de Deus, até o dia que ele cruzou a linha invisível da paciência de Deus. Então Deus disse para Belsazar: - Basta! Chega! E teve de comparecer diante do tribunal de Deus.

Este é um dos textos mais solenes da Bíblia; revela que Deus oferece ao homem muitas oportunidades, mas chega o dia em que Deus diz: - Chega! para este homem que brinca com a sua graça, zomba do pecado, escarnece da bondade de Deus. Chega o dia em que Deus diz: - Chega! Basta! É hora de prestar contas!

Precisamos tirar deste texto algumas lições. Vemos um homem que desperdiçou todas as suas oportunidades. Sabe porque podemos afirmar isto? Porque Belsazar devia ser um pouco mais jovem que Daniel, cresceu no Palácio, contemplou aqueles hebreus vindo de Jerusalém, homens comprometidos com Deus, e testemunhou a firmeza daqueles moços, que preferiram a morte do que a apostasia. Ele testemunhou como Sadraque, Mesaque e Abdnego foram salvos da fornalha de Fogo Ardente. Como Nabucodonosor foi tirado do trono e lançado no meio dos animais no campo. E como Nabucodonosor se humilhou, se quebrantou e se voltou para Deus. Belsazar viu como Deus agiu na vida de Nabucodonosor, ele teve testemunhos muito fortes. Mas a despeito de tantas vozes, ele tapou os seus ouvidos, fechou os seus olhos e endureceu o seu coração.

Este é um perigo que todos nós também corremos. Quantas pessoas que crescem em um lar evangélico, ou que está um uma família onde ouve testemunhos de pessoas que receberam um milagre, ou ouviram Deus operando na vida de pessoas, mas desprezaram a graça de Deus, e fecharam o coração para Deus, e para o Evangelho da redenção, abrindo a porta para o maligno. Vemos este fato no verso 23, quando Daniel denuncia este fato a Belsazar. Ele não era um homem ignorante, mas renuncia em conhecer a verdade. Ele conhecia a verdade, mas a rejeitou deliberadamente, para viver regaladamente no pecado.

Você sabe que quanto maior é o conhecimento de uma pessoa, quanto mais ela rejeita a graça, mais culpado ela se torna. Belsazar era um homem que se entregou aos prazeres carnais. Diz a palavra que ele fez uma festa de arromba para mil pessoas escolhidas a dedo para os seus nobres numa noite. E que noite! Exatamente a noite em que o seu trono iria cair. Quantas vezes o homem está vivendo no pecado, como se um dia não tivesse de comparecer diante do trono de Deus para lhe prestar contas. Naquela noite, Dario estava mudando o curso do Rio Eufrates, numa das maiores estratégias da época. Ele entra pela parte seca do rio e tem acesso às muralhas da Babilônia. Enquanto o rei e os nobres do reino estavam se embebedando, Dario entra na Babilônia, saqueia e toma posse da cidade. O rei fez uma grande festa no dia da sua ruína. Toda pessoa que se entrega à embriaguez é como se estivesse soltando o freio de mão de um carro ladeira abaixo, sem recursos para parar o carro. Não tem nada mais abominável quando o homem está no poder e perde o senso de responsabilidade.

Não foi Dario que conquistou a Babilônia, foi Deus que a entregou nas mãos de Dario. Belsazar usou as coisas de Deus para outras finalidades, levou os vasos da casa de Deus para um bacanal. Isto é uma grande lição para nós: Não podemos tocar nas coisas que são santificadas a Deus, de qualquer maneira. O rei faz mais uma profanação, não só usa as coisas sagradas, mas usa para dar louvores aos deuses de ouro, prata, bronze, ferro, madeira e pedra. Fazendo isso, ele promoveu a adoração a outros deuses e ofendeu à santidade de Deus. Porque diz o texto: estes deuses, que não veem, não falam, não ouvem.

O rei foi tremendamente perturbado pelo dedo de Deus. Era a própria mão de Deus que escrevia na caiadura da parede real. Mene, Mene, Tequel, Ufarsim. Quando isso acontece, Deus transforma os prazeres do pecado em perturbação. No mesmo instante Deus pode mudar o curso da história de uma pessoa; a alegria do pecado existe mas ela é curta, insuficiente e termina com um terrível desgosto. Deus num instante apresenta a conta da orgia, que leva as pessoas ao desespero, apenas com quatro palavras. Deus confunde os sábios do mundo com seus mistérios. Quando o homem busca os astrólogos, os sábios deste mundo, não encontra resposta.

As pessoas, quando estão desesperadas, correm para buscar respostas na feitiçaria, terreiros de Umbanda, cartomantes, astrologia, buscam respostas naquilo que gera temor no seu coração. Diz a bíblia que o rei buscou resposta nestas fontes e não achou. Deus confronta os pecadores através dos seus servos fiéis - versos 10 a 17. Quando a rainha-mãe entra na sala do banquete e diz: - Não fique perturbado não, rei, porque tem um homem no seu reino que tem inteligência, conhecimento e um espírito excelente, um homem que no passado já deu testemunho de entender as coisas mais complexas. Chama este homem que ele vai trazer resposta para este problema. Deus confronta os pecadores e quando Daniel chegou, o rei começou a contar toda a história que os magos vieram e não puderam dar a interpretação. Se eles decifrassem aquele segredo, ele iria lhe cobrir de presentes.

Daniel se mostra então um homem com um caráter insubornável. O Rei foi confrontado porque deixou de reconhecer que Deus, o Altíssimo, tem domínio sobre o reino dos homens. Apesar de Belsazar saber de tudo, não se arrependeu e não se converteu. O rei está sendo confrontado porque fez mau uso do conhecimento que recebeu. Quando você tem conhecimento e erra, você peca por rebeldia.  Assim, um homem foi condenado no tribunal de Deus: Mene Mene tequel Urfasim. Belsazar, o seu tempo acabou. Tequel, Deus te pesou na balança e o achou em falta. Deus nem sempre julga o homem no exato momento do seu pecado. Já pensou se ele o fizesse? Nem sempre Deus traz o juízo na hora que você está fazendo o pecado; isto dá ao pecador uma leve sensação de alívio e ele pensa que nunca vai ter que prestar contas a Deus. E no momento que for achado em falta, quem desprezou a graça de Deus vai ficar desamparado. Deus o julgou e entregou o seu reino aos medos e aos persas. É Deus quem domina sobre todas as coisas.

 

COLOQUE EM DISCUSSÃO

 

  1. Quando o rei se distraiu com a grande festa com os prazeres deste mundo, o seu reino caiu. A embriaguez traz consequências na vida de quem a pratica; perdem o domínio próprio, a razão, a vergonha, o controle da situação. Você já passou por alguma situação assim? Como se sentiu? E como você ficou livre disso em sua vida? (respostas variadas)

 

  1. O que levou Belsazar à ruína?
  • Ele zombou do pecado
  • Escarneceu de Deus
  • Desprezou as coisas de Deus.

 

  1. O rei usou os utensílios da casa de Deus para se embriagar, misturando o santo com o profano. O que é um vaso de Deus hoje e que nós correríamos o risco de profanar? 
  • Seu corpo é um vaso de Deus, não devemos usar o nosso corpo em outro propósito que não seja a glória de Deus, pois se fizermos diferente disso estamos profanando o vaso santo do Senhor.

 

  1.  O que mais falou ao seu coração nesta mensagem? (Respostas variadas).

 

 

Conclusão

 

Belsazar não perdeu apenas o Reino da Babilônia, ele perdeu também o Reino dos céus. Ele morreu e não estava preparado para se encontrar com Deus. Ele deu a festa na noite de sua morte, quando Deus fez a chamada final, o achou bêbado, o encontrou despreparado. Ai daquele que deixar passar a oportunidade. Você não sabe qual vai ser o seu dia. Por isso, a Bíblia diz: - Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto se pode encontrar. É loucura para aquele que quer encontrar prazer nas festas do mundo. Jesus disse: No mundo tereis aflição. O destino da sua vida está nas mãos de Deus, a sua vida depende totalmente de Deus, busque a Deus de todo o seu coração e entregue totalmente a sua vida para Ele e assim você achará descanso para a sua alma. Shalom.